terça-feira, fevereiro 28, 2012

Melhores Marcadores


2ª Divisão Nacional Zona Centro:

Rafael Santos - Clube Desportivo de Tondela

3ª Divisão Nacional Série B:

Carlitos - Cesarense 

Série C:

Johnny - Sampedrense

Análise da Jornada - 2ª Divisão Nacional Centro


Tondela e Sp. Espinho, duas equipas a memorizar

São estes dois emblemas candidatos ao titulo na Zona Centro, mas como equipas que podem ceder sobre pressão, não descolam uma da outra. Prova disse é a jornada 21, que define, nesta Zona os mais fortes candidatos ao primeiro lugar, e por sua vez à subida de divisão.
Nenhum destes dois emblemas soube aproveitar o deslize do outro, pois na deslocação do Tondela ao terreno do Angrense apenas consegue sair de lá com um empate, permitindo a equipa de Angra do Heroísmo ainda sonhar com a manutenção, e no caso do emblema de Espinho, sai derrotado por dois zero em casa do Amarante.
Quem poderia ter aproveitado novamente de deslizes destas duas formação era o Operário, que sai derrotado do embate frente ao Amarante FC por duas bola a nada, e o Boavista FC que apenas consegue um empate em casa do ultimo classificado, o Madalena.
Tudo isto fez definir os candidatos, caso dúvidas ainda existissem, contudo é triste referir que as ultimas semanas estão a ser um verdadeiro pesadelo para a equipa do Bessa, e levanta as dúvidas, será desmotivação? Problemas financeiros? A saída de jogadores importantes? Ou a esperança de subir para a primeira liga na secretaria? De qualquer forma, a recente má forma da equipa campeã nacional 2000/2001, deixa a Zona Centro desprovida de uma maior competitividade.

II Divisão Zonas

1ª Divisão Sul - Carregal do Sal 1 * Mangualde 2

1ª Divisão sul 

Carregal do Sal 1 * Mangualde 2

Campo sintético Nossa Senhoras das Febres em Carregal do Sal

Carregal do Sal – Eduardo, Rudy, Morgado, Vítor, Vítor Hugo, João Oliveira, Gonçalo, Ricardo, Fonseca, Samu e Rui Pereira
Suplentes – Fernando, Cunha, Figueiredo, Barras, Márcio Sousa e Daniel
Treinador – Fernando Gaivota

Mangualde – Manuel Fernandes, Cartaxo, Guilherme, Janeiro, Amílcar, Eduardo, José Pedro, Negrete, Paulito, Jó e Dany
Suplentes – Sérgio, Varela, Nelson, Ruben, Marcelo, Filipe e Hugo
Treinador – Jorge Valente

Arbitragem de José Gomes e seus assistentes Ângelo Santos e Rui Cardoso equipa que viajou desde Tondela

Depois das apresentações da praxe saiu o Carregal do Sal, mas antes para dizer que sei que os árbitros lêem os meus comentários relacionados com o jogo e que eu desde já agradeço, começo já para dizer que alguns árbitros desta Associação de Arbitragem de Viseu gostam muito do amarelo quando lhes convém, este não fugiu à regra e fez o que lhe competia distribuiu-os a preceito sempre a favor da equipa mais fraca, mesmo que os outros dissessem coisas eles não ouviam, muitos ficaram no bolso, para a outra equipa, mas vamos ao jogo e ao comentário.

O jogo decorria com intensidade com ambas as equipas a pôr todo o seu labor nas jogadas ofensivas tentando surpreender o seu adversário e aos nove minutos de jogo José Gomes interveio mal e amarelou um jogador do Carregal do Sal que só ele sabe devido à aglomeração de jogadores, vim a saber mais tarde que o contemplado foi Fonseca, aos onze minutos e após uma boa triangulação da equipa carregalense Vítor Hugo a chutar por alto, nestes primeiros minutos de jogo o Mangualde a fazer jogar e bem a toda a largura do terreno de jogo mas a faltar algo, os remates à baliza de Eduardo, na equipa adversária era ver bons remates mas a errarem o alvo e aos vinte e sete minutos de jogo Manuel Fernandes guarda redes da equipa do Mangualde a querer fazer um bonito e a sair-se mal pois acaba de ceder canto que da sua marcação nada acontece, logo a seguir Amílcar do Mangualde a rematar de cabeça mas atira ao lado.

Aos trinta e um minutos de jogo o assistente de José Gomes chama o seu chefe e este vai até ao banco carregalense aconselhar calma e por tudo no seu devido sítio, é verdade que Fernando Gaivota estava fora da área dos bancos e eu pergunto, só para um lado e o outro são santos, dois minutos depois é Negrete a ver ser-lhe exibido o cartão amarelo e aqui bem pois deixou lá ficar a perna e derrubou jogador adversário, da sua marcação nada resultou e o Mangualde agigantava-se e Paulito e Janeiro tiveram nos pés a ocasião de abrir o activo para a sua equipa, mas os seus remates erraram o alvo, aos trinta e nove minutos de jogo novamente o assistente a chamar José Gomes e depois de este conferenciar com o seu assistente vai ao banco carregalense e mostra o cartão amarelo a um jogador dos bancos e os outros em pé e nada, sobre os quarenta e três minutos de jogo deu piada ouvir dizer a Eduardo guarda redes do Carregal do Sal para os seu colegas terem calma e depois chuta atirando a bola para fora, seus colegas não gostaram, do seu lançamento boa triangulação entra os jogadores do Mangualde em que depois de bem servido por Janeiro que endossa cruzado para Eduardo e este a abrir o activo para o Mangualde, logo a seguir José Gomes a mandar tudo para o merecido descanso com o Mangualde a vencer o Carregal do Sal por uma bola a zero.

Para a segunda parte e com uma alteração no Carregal do sal saiu Vítor Hugo e entrou para o seu lugar Daniel e sai a equipa visitante que logo a seguir vê o assistente marcar fora de jogo e Jorge Valente não gostou e disse-o alto e bom som para quem quis ouvir, José Gomes nada disse ou fez, fez sim de orelhas moucas, aos cinquenta minutos de jogo é João Oliveira do Carregal do Sal bem posicionado quer colocar bem a redondinha no melhor sítio mas acaba atirando por alto, aos cinquenta e cinco minutos de jogo Dany do Mangualde a arrancar por ali acima a cruzar para Eduardo que se atrapalha com a bola esta sofre uma subida na área visitante e quem aproveita fazendo o segundo golo é Amílcar de cabeça, este jogador a sair do terreno de jogo indo cumprimentar um fã e na reentrada a ser contemplado pelo cartão amarelo.

Depois de mais um fora de jogo tirado ao ataque mangualdense foram várias as vozes discordantes desta decisão em que se fizeram ouvir novamente algumas bocas mais ou menos intencionadas ao assistente do lado das bancadas, o outro ouviu e bem e nada, mas ouviu comentários menos bons por este desempenho das gentes afectas ao Carregal do Sal, que depois de tanto ouvir lá disse ao seu chefe, mas este de longe (teve medo ou vou lá para complicar) mandou tudo sentar-se, logo a seguir a exibir o cartão amarelo a Rudy do Carregal do Sal e passados alguns minutos é Cartaxo do Mangualde a também o ver, aos sessenta e três minutos de jogo o Carregal do Sal reduz através de Gonçalo que após canto subiu lá cima e atirou a contar Manuel Fernandes ficou pregado ao solo e nada podia fazer face ao disparo fatal, passados três minutos o Mangualde faz uma alteração na equipa sai Dany e entra Marcelo, para logo a seguir em jogada seguinte Rudy a ver o amarelo como era o segundo veio mais cedo tomar banho, Jorge Valente não estava a gostar da prestação dos seus jogadores no jogo e aproveitava todo o tempo para esbracejar e dizer coisas que não estão nas regras do bom dizer, aos setenta e um minutos de jogo e num espaço de cinco minutos o Carregal do Sal faz duas substituições saíram Fonseca e João Oliveira e entraram Cunha e Figueiredo, aos oitenta minutos de jogo Paulito do Mangualde a ver o cartão amarelo mas este a pôr-se em bico de pés à frente do árbitro que não se importou, é verdade, mas se fosse outro jogador da outra equipa era a mesma actuação da parte dele, penso que não, aos oitenta e sete minutos de jogo nova alteração no Mangualde sai Amílcar e entra Nelson que na primeira vez que toca na bola vê cartão amarelo, pois atirou a bola para longe depois do árbitro ter apitado para livre, mesmo a acabar o desafio é Guilherme a ver o amarelo por falta muito feia e o árbitro logo a seguir a dar a apitadela final com o Mangualde a vencer o Carregal do Sal no seu terreno por duas bolas a uma, no final eram só abraços entre jogadores e técnicos das duas equipas, mas eu vi alguns jogadores a irem directinhos ao banho, porquê? Alguém me pode informar.

Sobre a arbitragem de José Gomes e seus assistentes acho a meu ver já aqui o disse e volto a dizer que são amarelos a mais que são exibidos por tudo e por nada e quando se pune um banco é bom olhar para os dois, quanto ao resto uma boa arbitragem.

CAMPANHA SOLIDÁRIA DO VISEU 2001


O Viseu 2001 recebe este próximo domingo, dia 4 de março, a equipa do Farlab de Gondomar, em jogo a contar para a 18ª jornada do Campeonato Nacional da 2ª Divisão de futsal e terá lugar no Pavilhão INATEL de Viseu com início às 17h00.
O clube emitiu 5000 convites duplos, que darão acesso ainda ao próximo jogo em casa frente ao Lameirinhas, no dia 18 de março, que distribuirá pelos mais jovens, nomeadamente nas escolas e associações desportivas.
Estarão ainda disponíveis convites para o público em geral, nos seguintes locais: Restaurante Lanxeirão, Restaurante Cacimbo, Pastelaria D. João I, Talhos Boiro, Centro Clínico de Abraveses, Tradição Oral, Loja dos Campeões, Street Team, Viservice, Café O Bosque, assim como na sede do clube, no Largo das Almas, em Marzovelos.
O Viseu 2001 irá ainda aproveitar este jogo, que certamente mobilizará algumas centenas de viseenses, para realizar uma campanha solidária de recolha de materiais escolares, nomeadamente cadernos, canetas, lápis e livros para algumas escolas mais carenciadas de Dili (Timor), respondendo ao apelo de alguns viseenses que atualmente trabalham em Dili, designadamente o Bruno Pereira, sócio-gerente da Dão TV, e esposa que leciona em algumas dessa escolas.
Assim, decidiu a direção do Viseu 2001 que a entrada ao jogo será gratuita para quem doar alguns destes materiais.

Bilhética:
Bilhete do jogo: 2,5€.
Entrada livre para sócios, menores de 18 anos (a comprovar com apresentação do BI ou CC), portadores do cachecol do Viseu 2001 e através da entrega de materiais escolares na campanha solidária.

1ª Norte: GD Resende 2 x GDC Roriz 1


Roriz pressionou até ao último fôlego mas é a formação de Resende que venceu esta empolgante partida pela diferença mínima!!


Grupo Desportivo de Resende
Marco Duarte
Samuka
Nuno Pereira
Teixeira
Nesco
Daniel Bosingwa
Caê ©
Carlitos
Rui Felisberto
Fábio Porrecas
César

Substituições: Jogaram ainda Nelinho, Hugo Monteiro e Ricardo Costa.

Suplentes não utilizados:
-

Treinador: Rui Rebelo

x

Grupo Desportivo e Cultural de Roriz

1 Luís Correia
2 Ricardo Alexandre
3 André Silva
4 Marco Gomes
6 Zito ©
8 Vicente
10 Egipto
15 Cabral
20 Noita
24 Rui Pinto
66 Emanuel Ferreira

Substituições: Marco Gomes por 9 Sebastião (`), Ricardo Alexandre por 17 Marcelo Coelho (`) e Vicente por 77 Fábio Ziro (´).

Suplentes não utilizados:
12 Sérgio Sacho
11 Pedro Santos

Treinador: Sérgio Macário


26 Fevereiro 2012
Jogo no Estádio Municipal de Fornelos, em Resende.
Assistência: Cerca de 400 pessoas
Árbitro: Carlos Duarte (A.F. Viseu - Viseu)
Auxiliares: -
Ao intervalo: 1-0
Marcadores: César (44´), Hugo Monteiro (80`) e Egipto (85`).
Acção disciplinar: -






Jogo vibrante e com incerteza no vencedor até ao último lance foi o que se assistiu nesta bela tarde, tal como é actualmente as renovadas instalações que o Grupo Desportivo de Resende dispõe para efectuar as suas partidas na condição de visitado.

Partida que oponha equipas bem distintas na tabela classificativa e em termos pontuais, tal como em relação aos objectivos neste momento da temporada. A equipa da casa, o Grupo Desportivo de Resende, actual 5º da classificação, ainda procura espreitar um lugar que dê acesso a discutir uma vaga de subida de divisão enquanto a equipa visitante, o Grupo Desportivo e Cultural de Roriz, 12º classificado, tem como objectivo melhorar a sua modesta e ingrata posição classificativa, que confira um lugar mais condizente com o seu valor.

A formação do Baixo Douro tem vindo desde a 5ª jornada a recuperar na tabela geral e tem como ambição num futuro próximo, formar uma equipa capaz de chegar aos campeonatos nacionais de futebol. Instalações já não lhe faltam garantidamente tal como público em numero de fazer inveja certamente a muitos clubes que actualmente militam nos campeonatos nacionais.

Foi então com um tónico de favoritismo que o colectivo orientado por Rui Rebelo entrava para este encontro, tanto mais que na primeira volta, o colectivo orientado por Sérgio Macário tinha cedido uma derrota em sua casa frente ao Resende.
Mas na prática, sabe-se e tem-se provado que nem sempre a teoria se aplica.

A equipa do norte do distrito saiu vencedora deste encontro, mas teve de esperar até ao final da partida para obter um triunfo precioso e importante para manter as suas aspirações à subida, intactas. Já que o Roriz esteve na discussão do resultado até ao apito final, já que um golo apenas separava as equipas nos momentos finais.

Tanto mais que a equipa que viajou do concelho de Penalva do Castelo, reagiu a uma desvantagem de dois golos nos últimos dez minutos e obrigou o adversário a estar em alerta até ao apito final do arbitro, demonstrando mais uma vez que tem valor para discutir o jogo com equipas com outros patamares orçamentais e de ambição.
No entanto, refira-se que o Resende tem mérito no seu triunfo, já que marcou golos em numero superior ao adversário e criou lances e oportunidades de golo que o justificassem.

Se a primeira parte foi de algum equilíbrio, o Resende foi a única equipa que materializou em golo as suas oportunidades. Mesmo em cima do intervalo, César, o camisola 9 dos visitados, coloca os resendenses em vantagem e numa altura crucial do encontro.

Na etapa complementar, o Roriz entrava em desvantagem e tinha que fazer mais pela sua vida, para assim conseguir chegar a outro resultado que lhe interessa-se. O Roriz foi sempre uma equipa inconformada e na busca ininterrupta pelo golo que conferisse a igualdade no marcador.
Mas a eficácia e a maior confiança do Resende, sobretudo por ocupar um lugar classificativo na primeira metade da tabela, fizeram novamente a diferença e o recém-entrado neste segundo tempo, Hugo Monteiro, à entrada dos últimos dez minutos aumenta o marcador para dois golos de vantagem, a beneficiar o Resende. Já antes, o Resende tinha desperdiçado uma grande penalidade.

Se praticamente o vencedor estava encontrado, a equipa que perdia por dois de diferença de forma alguma não baixou os braços e a cinco minutos do final, o homem-golo dos rorizenses, Egipto, com consentimento de um defensor do Resende, veio colocar ainda alguma incerteza no vencedor, ao conseguir reduzir a vantagem dos visitados para a diferença mínima.

Aguardava-se deste forma emoção até ao apito final e foi isso mesmo que se verificou no campo que geograficamente se situa mesmo junto ao rio Douro, aquele que delimita o distrito de Viseu a norte. Só que já era tarde e mesmo que se tenham jogado mais quatro minutos de compensação, a defensiva resendense acabou por se superiorizar à pressão final da turma originária geograficamente do centro do distrito de Viseu.

O Roriz saia assim deste encontro com pelo menos uma vitória moral, pelo seu desempenho que teve em campo e pelo bom futebol apresentado, e ajudou, e de que maneira, a valorizar o bom espectáculo que se presenciou no excelente estádio municipal de Fornelos. O Resende ganha mais três pontos e continua assim na perseguição aos três primeiros lugares da classificação geral.

O trabalho da equipa de arbitragem, chefiado pelo veterano Carlos Duarte, já conheceu certamente melhores dias de trabalho.

Na próxima jornada, promete ser novamente emotiva, na qual o Resende desloca-se a Carvalhais enquanto o Roriz recebe o líder, Sernancelhe.


[Foto facebook-grupodesportivoderesende]

[CinZa]

1ª Norte: Os Vouzelenses 3 x Sezurense 0


Associação Os Vouzelenses
80 Marco Gonçalves
4 Polaco
5 Pedro Lourenço
8 Carlitos
10 Ricardo Oliveira
14 Xina
15 Nuno Paiva ©
16 Fernando Lindinho
17 Marlon Semedo
18 Fernando Almeida
23 André Martins

Substituições: Fernando Almeida por 13 Pipa (´), Ricardo Oliveira por 6 Diogo Chaves (`) e Carlitos por 9 Fonseca (`).

Suplentes não utilizados:
24 Tomané
3 André Matos
26 Fernando Jorge
31 Nando

Treinador: José Chaves

x

Associação Recreativa e Cultural de Sezurense
12 Henriques Costa
2 João Lopes
4 Ricardo Costa
7 Rúben Sarmento
8 Luís Tostas
10 Litos ©
20 Paulito Lourenço
23 Ivo Patrício
28 Stefan Costa
61 Filipe Pereira
90 Nicolas

Substituições: Stefan Costa por 19 Rui Lucas (´), Rúben Sarmento por 55 Steven Cunha (`) e Filipe Pereira por 88 Fernandito (`).

Suplentes não utilizados:
1 Pio
14 Márcio Pereira
70 Gui Amaral

Treinador: José Freitas


26 Fevereiro 2012
Jogo no Campo Municipal das Chãs, em Vouzela.
Assistência: Cerca de 150 pessoas
Árbitro: Casimiro Cunha (A.F. Viseu - Mangualde)
Auxiliares: -
Ao intervalo: 1-0
Marcadores: Fernando Almeida (5`), Marlon Semedo (56`) e Carlitos (73`).
Acção disciplinar: -

Tarde agradável aguardava no campo municipal das Chãs, mais um encontro a contar para a 1ª Divisão Distrital - Zona Norte organizada pela Associação de Futebol de Viseu.
Neste caso oponha a equipa da casa, a Associação Os Vouzelenses, quarta classificada à entrada para a 19ª jornada frente à Associação Recreativa e Cultural de Sezurense, décima primeira classificada, que tem a sua sede no concelho de Penalva do Castelo.

A equipa vouzelense vinha de um empate em Penedono frente aos Ceireiros e procurava vencer o Sezurense frente ao seu publico, que na última jornada tinha folgado e na anterior, tinha obtido também um empate com a turma da Beselga.

A equipa da casa entrou muito bem e logo ao minuto 5, Marlon Semedo oportuno, desvia a trajectória da bola que se encaminhava para as mãos de Henrique, sobrando esta para Fernando Almeida, que de ângulo apertado consegue introduzir a bola na baliza. Estava feito o primeiro golo para a equipa orientada por José Chaves.

Ao minuto 21, Marlon teve nos pés uma flagrante oportunidade de golo, isolado na cara do guarda-redes do Sezures permite que este com o pé esquerdo faça uma grande defesa. Ao minuto 38, é desta vez o Sezurense que tem a sua primeira oportunidade de golo. Cruzamento largo da direita do seu ataque e na área aparece Ivo Patricio, livre de marcação, a cabecear mas Marco Gonçalves, no sitio certo, faz uma grande defesa para canto. Ao minuto 42 Litos isola-se perante Marco, mas este, mais uma vez faz uma bela intervenção negando o golo à equipa da freguesia de Sezures e que é comandada por José Freitas.

Terminava a primeira parte, com o Vouzela na frente do marcador pela diferença mínima.

Na etapa complementar, logo no primeiro minuto, Fernando Almeida, já dentro de área livra-se da marcação imposta por um defesa e remata à meia volta, mas a bola sai a figura de Henrique.

Ao minuto 56, lançamento de linha lateral por intermédio de Nuno Paiva, a bola é colocada na área, Ricardo Oliveira penteia a bola e Marlon Semedo, oportuno junto ao segundo poste, cabeceia para o fundo das redes do Sezurense.

Ao minuto 67, o recém entrado Pipa faz um passe a rasgar a defensiva do Sezures, Marlon isola-se perante Henrique, só que este faz uma excelente intervenção negando o golo a Marlon. Ao minuto 73, Carlitos sofre carga dentro da área, com o árbitro Casimiro Cunha a assinalar falta para grande penalidade. Lance sem margem para dúvidas, o que reforçou uma arbitragem regular durante todo o encontro. O mesmo Carlitos bateu e marcou o terceiro golo para a equipa da vila de Vouzela.

Terminava o encontro com uma vitória clara da equipa vouzelense por 3-0, o que veio conferir a subida de dois lugares na tabela classificativa, agora no segundo e em lugar de discutir subida de divisão, certamente um dos objectivos da turma de lafões.
O Sezurense saia com uma derrota pouco animadora e continua no antepenúltimo lugar da classificação geral. O desanimo nunca é o caminho a seguir e no próximo encontro existe a possibilidade de voltar a demonstrar o seu real valor.

Na próxima ronda, Os Vouzelenses folgam, enquanto a equipa do Sezurense recebe o último classificado, o Boassas, que nesta ronda foi a equipa sensação, ao obter o seu primeiro triunfo e pontos frente a equipa dos Ceireiros da Beselga.


[Foto e parte da crónica em http://www.osvouzelenses.com/]

[CinZa]

segunda-feira, fevereiro 27, 2012

Angrense 1-1 Tondela


21ª Jornada - Zona Centro
(Estádio Municipal de Angra do Heroismo)

Angrense:
Délcio,Fábio Flor,Eugénio Fernandes,Rui Fernando,Gonçalo,Rui Azevedo,Rui Silveira,Vitória,Mário Fagundes,Nuno Graxinha,Magina

Treinador: João Eduardo Alves

Tondela:
Avelino,Pica,Pedrosa,Hugo Costa,Matarazi,Tiago Barros,Gomes,Fábio Pacheco,Mauro Bastos,Rafael,Piojo

Treinador: Vitor Paneira

Árbitro: Pedro Miguel Machado Vilaça (A.F.Porto)

Golo Tondela::Rafael
Golo Angrense: Magina

Resumo do Jogo:

(Video RDP Açores)

1ª Sul: M. Dão 3 Santar 0


Santar:
Chico, Boloni, Gonçalo, Rui Pina, Pedro Pereira, Rui Pedro, Jota, Rogerio, Zé Manel, Pedro, Frois,
Jogaram ainda: Jotapê e Fradique
Treinador: Chico Pina


3ª C - 2011/12: A.D. Sanjoanense 1 x S.C. Penalva do Castelo 2


Penalva do Castelo paciente, mais maduro e eficaz...leva de vencida a aguerrida Sanjoanense!! Um precioso triunfo levado com mérito depois desafio muito disputado e vivo, que teve emoção até ao final!! Uma vitória de capital importância confere aos penalvenses o sentido do caminho mais desejado!!



Associação Desportiva de Sanjoanense
1 Janita
2 Diogo Tavares
3 Jonas
4 Kikas
5 Marquitos
6 João Edgar
7 Tó Frangolho ©
8 Tiago Raul
9 Alex
10 Mário
11 Rui Miguel

Substituições: Rui Miguel por 14 António Pereira (72`), Tiago Raul por 18 Zé António (72`) e Tó Frangolho por 17 Rogérinho (83`).

Suplentes não utilizados:
12 João Silva
13 João Couto
15 Carlos Costa
16 Deco

Treinador: José Brito

X

Sport Clube Penalva do Castelo

1 Bruno Ferrary
4 Diogo Sousa
5 Nelson Cardoso
6 Gamarra
7 Mika Lopes
8 Bruno Loureiro
9 Luís Cardoso
14 Chico Pereira
19 Djibril Sarr
20 Califa
23 Sérgio Fonseca ©

Substituições: Djibril Sarr por 18 Reuss (60`), Mika Lopes por 21 Alex Cruz (84`) e Chico Pereira por 11 Tiago Henriques (89`).

Suplentes não utilizados:
12 Vítor Vareiro
10 Papy
16 Cristóvão
17 Faria

Treinador: Tótá


26 Fevereiro 2012
Jogo no Estádio Conde Dias Garcia, em São João da Madeira.
Assistência: cerca de 300 pessoas
Árbitro: Luís Máximo (A.F. Castelo Branco)
Auxiliares: Duarte Amaro & Hélder Ferreira
Ao intervalo: 0-0
Marcadores: Luís Cardoso (67`), Mika Lopes (68`) e Alex (89`).
Acção disciplinar: Cartão Amarelo para Diogo Tavares (12`), Jonas (41`), Mário (43´), Marquitos (45`), Chico Pereira (45`), Sérgio Fonseca (52`), Nelson Cardoso (71`) e Kikas (84`).




Na deslocação à cidade de São João da Madeira, que pertence curiosamente à uma única freguesia do concelho, com a mesma designação, a equipa do Penalva do Castelo vinha com a expectativa de angariar mais pontos, que são ainda necessários para garantir um lugar entre os seis primeiros da classificação geral ao fim desta primeira fase.

Disputando-se nesta bela tarde presenciada por uma boa moldura humana no estádio Conde Dias Garcia, que fica situado mesmo no centro da cidade de São João da Madeira, fazendo confluência com uma área e zona industrial muito importante no norte do nosso país.

Na primeira volta, a formação da casa, a Associação Desportiva de Sanjoanense, tinha vencido fora de portas a formação que hoje viajou de Penalva do Castelo. Hoje os "papéis" acabaram por inverter-se. Os penalvenses melhor posicionados na tabela classificativa, conseguiram o que certamente mais desejavam neste encontro, já que também a Sanjoanense jogava a derradeira oportunidade de ainda ter uma palavra a dizer na luta pelos seis primeiros.

Golos apenas no segundo tempo. Num espaço de praticamente um minuto, a equipa penalvense marcou os dois golos. O primeiro ao minuto 67, por intermédio de Luís Cardoso a emendar um cruzamento bem medido por Reuss e no minuto seguinte, foi a vez de Mika Lopes dar expressão e colorido positivo a equipa do distrito de Viseu, num remate forte sem defesa na recarga a um primeiro remate de Reuss. O Penalva que viu ainda a um minuto do tempo regulamentar, a Sanjoanense reduzir num livre directo, bem cobrado por Alex e manter alguma incerteza no vencedor até ao desfecho do encontro.
Até ao apito final ainda houve emoção, mas como em praticamente todo o encontro, a equipa comandada pelo técnico Tótá soube defender-se bem e guardar o mais importante que foram os três pontos.
Arbitragem regular.






[CinZa]

domingo, fevereiro 26, 2012

Ac. Viseu FC 1-1 SC Alba

Estádio do Fontelo, 26 de Fevereiro de 2012
20ª Jornada da III Divisão, Série C
Árbitro: Nuno Cabral (Vila Real)

Ac. Viseu: Nuno; Marco Almeida, Calico, Tiago Gonçalves e Casal (Doumbouya); Filipe (Baio), Ricardo Ferreira e João Paulo; Luisinho, Hélder Rodrigues (Rui Santos) e Bacari. Treinador: António Lima Pereira.

Golos: Praga 57 (0-1), Rui Santos 75 gp (1-1)

O Académico e Alba empataram esta tarde a uma bola no Estádio do Fontelo, e que de alguma forma demonstrou o equilíbrio quase sempre patente entre as duas equipas.

O técnico academista Lima Pereira fez algumas alterações no onze inicial em relação as jornadas anteriores. Casal regressava a posição de defesa esquerdo, Filipe entrava para a posição de trinco, e H.Rodrigues reassumia a titularidade, em detrimento de Rui Dolores, que nem aparecia nos convocados.

A primeira parte foi bem conseguida por parte dos academistas, onde criaram variadas oportunidades de golo, como tem vindo a ser habitual. Contudo, as bolas teimam em não entrar, e assim não se torna fácil vencer. Com Luisinho e H.Rodrigues nas alas, o Académico mostrava-se rápido nas laterais, pecando apenas na zona da finalização. O Alba, no contra-ataque mostrou-se sempre perigoso, principalmente pelo velho conhecido Zé Bastos, que não dava um minuto de descanso aos defesas viseenses. O equilíbrio era a nota mais dominante.

O segundo tempo já foi um pouco diferente, muito por culpa do Nuno Cabral, árbitro oriundo de Vila Real, que quis ser protagonista, quando o jogo ate estava a ser calmo no capítulo disciplinar. Aos 57min, apontou uma falta inexistente que deu acesso ao golo forasteiro, num livre irrepreensível de Praga. Estava feito o primeiro da tarde, e também assistia-se ao início do anti-jogo dos homens de Albergaria, estando quase sempre no chão desde então, aquando duma disputa de bola com os adversários. O treinador do Ac.Viseu colocava de seguida Doumbouya para o lugar de Casal, que esteve apagado no corredor esquerdo. Os academistas passavam então a jogar com 2 avançados. Baio também entrara para o lugar de Filipe, e mais tarde Rui Santos em detrimento de H.Rodrigues. Estavam lancadas a cartas ofensivas que Lima Pereira tinha a sua disposição. O Académico passava a apostar num jogo mais direto, dado que tinha pouca gente no centro do terreno, praticamente entregue a João Paulo. Aos 75min. Bacari é empurrado dentro da área de rigor, e o mágico Rui Santos, 16 meses depois, voltaria a faturar pelo nosso clube. 1-1, resultado que não iria sofrer alterações ate final.

Com os resultados desta tarde, o Académico de Viseu não conseguiu atingir a liderança, estando agora em igualdade pontual com 4 adversários. Das equipas da frente, apenas o Avanca não pontuou, perdendo mesmo em São Pedro do Sul (2-0). A equipa da Sampedrense que ameaça seriamente as seis formações que se encontram na zona de subida. Três são os pontos que a separa do Académico de Viseu. Tornar-se-á fundamental uma vitória na próxima ronda na receção ao Penalva do Castelo.

Outros resultados:

Sampedrense 2-0 Avanca
Nogueirense 5-2 Valecambrense<
Bustelo 1-1 O.Frades
Sanjoanense 1-2 Penalva do Castelo

Classificação:

1ºs Nogueirense e Penalva 36 pontos
3ºs Avanca, Alba, Bustelo e Ac.Viseu 35 pontos
7º Sampedrense 32 pontos

in A Magia do Futebol

Resultados/Classificações



2ª Divisão Zona Centro - 21ª Jornada

Angrense 1-1 Tondela

Cinfães 0-0 Coimbrões

  (Clic na imagem para ampliar) 

3ª Divisão Série B - 20ª Jornada

Lamego 2-2 Infesta

  (Clic na imagem para ampliar) 


Série C

Sampedrense 2-0 Avanca

Canas de Senhorim 2-3 Oliveira do Hospital

Bustelo 1-1 Oliveira de Frades

Sanjoanense 1-2 Penalva do Castelo

Ac.Viseu 1-1 Alba

  (Clic na imagem para ampliar)


Divisão de Honra - 20ª Jornada

Paivense 1-1 Fornelos

Mortágua 3-2 Castro Daire

Alvite 0-1 Arguedeira

Silgueiros 2-3 Sátão

Molelos 0-0 Parada

Tarouquense 1-2 Vale de Açores

Lamelas 0-1 Lusitano

Viseu e Benfica 4-3 Lajeosa do Dão

   (Clic na imagem para ampliar)


1ª Distrital Zona Norte - 19ª Jornada

Nespereira 1-0 Moimenta da Beira

Sernancelhe 5-0 Oliv.Douro

Resende 2-1 Roriz

Ferreira de Aves 2-0 Carvalhais

Boassas 3-0 Ceireiros

Vouzelenses 3-0 Sezurense

   (Clic na imagem para ampliar)


Zona Sul

Nelas 9-0 Vila Chã de Sá

Carregal do Sal 1-2 Mangualde

Canas Santa Maria 3-2 Nandufe

S.Cassurrães 1-1 Campia

Parada de Gonta 1-2 Cabanas de Viriato

Moimenta do Dão 3-0 Santar

    (Clic na imagem para ampliar)


Divisão de Honra Futsal - 18ª Jornada


Armamar 3-5 Balsa Nova

Pedreles 5-1 Moimenta da Beira

31 Barcos 0-3 Rio de Moinhos

São Martinho de Mouros 10-0 São Martinho de Orgens

Amorim Girão 5-12 Tondela

Lamego 7-2 Castro Daire

Viseu 2001 B 2-9 S.J. da Pesqueira

    (Clic na imagem para ampliar)


1ª Distrital Futsal Feminino - 19ª Jornada

Inter Futsal Tarouca 6-2 Lusitano

Oliveira de Frades 6-2 O Crasto

Unidos da Estação 8-1 Naval de viseu

Vilar de Besteiros 1-3 Carbelrio

   (Clic na imagem para ampliar)

*Folgam: GD Penedono e Casa Benfica de Mortágua

2ª Divisão Nacional Futsal - Série A - 17ª Jornada

Vale de Cambra 3-4 Viseu 2001

 (Clic na imagem para ampliar)


Série B

Os Torpedos 8-2 ABC Nelas

 (Clic na imagem para ampliar)




(Camadas Jovens)

Juniores A - Zona Norte - 19ª Jornada

Pesqueira 1-2 Os Viriatos

Boassas 0-9 Cinfães

Vilamaiorense 3-2 Lamego

Sampedrense 7-0 Moimenta da Beira

O Crasto 0-6 Oliveira de Frades

 (Clic na imagem para ampliar)


Zona Sul - 15ª Jornada


Repesenses 5-0 Viseu e Benfica

Molelos 0-1 Mortágua

Campia 3-1 Canas de Senhorim

Tondela  2-2 Penalva Castelo

Lusitano 5-3 Santacombadense

(Clic na imagem para ampliar)


Juniores B - Zona Norte - 19ª Jornada

Cracks de Lamego 1-1 Paivense

Os Viriatos 3-1 Santucruzense

Drizes 0-2 O Crasto

Sátão 1-2 Moimenta da Beira

Cinfães 4-3 Resende

Souselo 3-0 Vilamaiorense

 (Clic na imagem para ampliar)

 
Zona Sul


Viseu e Benfica 2-3 Ranhados

Mortágua 4-1 Nelas

Mangualde 3-0 Canas de Senhorim

Santacombadense 0-1 Tondela

Repesenses 7-1 Molelos

Ac.Viseu 2-1 Penalva Castelo

  (Clic na imagem para ampliar)


Juniores C - Zona Norte - 19ª Jornada

Sãtão 1-7 Cinfães

Resende 1-3 Paivense

Moimenta da Beira 1-6 O Crasto

Pesqueira 0-3 Drizes

Souselo 1-3 Os Viriatos

Lusitano 4-1 Cracks de Lamego

 (Clic na imagem para ampliar)


Zona Sul


Ac.Viseu B 0-1Viseu e Benfica

Penalva Castelo 0-1 Molelos

Os Pestinhas 1-2 O Pinguinzinho

Campia 0-6 Mangualde

O Crasto 3-1 Mortágua

Repesenses 7-1 Canas de Senhorim

  (Clic na imagem para ampliar)

Antevisão da Jornada (2ª Divisão Zona Centro)


Na Zona Centro cada vez mais a luta é a dois, com Tondela e Sp. Espinho a separarem-se mais da concorrência, Operário e Boavista FC.
Na deslocação do Tondela ao Angrense, a equipa líder da zona centro vai querer aproveitar a sua excelente fase para levar de avante mais uma vitória frente a uma equipa que está na zona de despromoção.
No caso do Sp. Espinho, terá um confronto mais complicado, contra o Amarante FC, visto esta ser uma das equipas que pode indirectamente causar problemas na luta pelo primeiro lugar desta zona.
Quanto ao Operário, que se desloca a Oliveira do Bairro, e o Boavista FC que continua a sua estadia alem continente, apenas podem esperar levar de vencida os seus encontros e esperar o milagre dos dois primeiros classificados saírem novamente derrotados, tal como aconteceu na jornada passada.

II Divisão Zonas

sexta-feira, fevereiro 24, 2012

Uma "Mistura de Sentimentos"


Desde que li o livro “A Angústia do Guarda-Redes Antes do Penalty”, do escritor austríaco Peter Handke fiquei fã de registar fotograficamente as emoções humanas. Poderei chamar a esta sequência de imagens “Uma Mistura de Sentimentos” tendo como protagonista o NOSSO treinador João Bento…






Ver reportagem completa aqui:

G.D.R.Canas de Senhorim

quinta-feira, fevereiro 23, 2012

I Gala do GDOF realiza-se a 25 de Fevereiro


Em comemoração dos seus 66 anos o Grupo Desportivo de Oliveira de Frades decidiu organizar a sua primeira Gala. O evento realizar-se-á no próximo dia 25 de Fevereiro na Casa D'Aldeia em Souto de Lafões.

Vem participar nesta festa que vai contar com muita animação e a participação especial de Isabel Silvestre e o Grupo de Dança da ACROF!

As inscrições têm o valor de 25€ e podem ser feitas através dos números:

966795580 - José Pereira

912711177 - Fernando Martins (Aldra-Bar)

Nomeações Arbitragem (Campeonatos Distritais da AFV/Campeonatos Nacionais da FPF)



Clic para ver -  NOMEAÇÕES FUT 11

Clic para ver -  NOMEAÇÕES FUT 7

Clic para ver -  NOMEAÇÕES FUTSAL 

Clic para ver - MAPA DE CASTIGOS FUT 11

Clic para ver - MAPA DE CASTIGOS FUT 7

Clic para ver - MAPA DE CASTIGOS FUTSAL 



Clic para ver -  NOMEAÇÕES  

Clic para ver - MAPA DE CASTIGOS

Antevisão da Jornada (Divisão de Honra)


REFLETINDO

Quando na antevisão da décima sétima jornada referimos que o Parada e o Mortágua seriam as melhores equipas, na altura deste campeonato, muitos seriam os que discordariam, uma vez que o Parada não ocupava nenhum dos dois primeiros lugares. Eis que passadas apenas duas jornadas ambas as equipas ocupam os dois primeiros lugares.
Em relação à décima nona jornada, para além de Parada e Mortágua que continuam a merecer destaque, também Paivense, Sátão, Vale de Açores, Lusitano e Viseu Benfica venceram os seus jogos.

Antevisão dos Jogos da 20ª jornada

Paivense vs Fornelos (55 – 45)
O Paivense venceu, em Castro Daire, e seguramente quererá dar continuidade, nesta jornada, aos dois últimos resultados. O Fornelos não venceu nenhum jogo, fora de casa, e certamente que nesta jornada frente a uma das equipas que melhor futebol praticam neste campeonato, não terá tarefa fácil para pontuar. Não se antevê fácil a manutenção para o Fornelos.

Mortágua vs Castro Daire (50 – 50)
O Mortágua venceu todos os jogos em sua casa, é primeiro classificado e decididamente será o próximo campeão distrital da AF Viseu. Pensamos, no entanto, que nesta jornada poderá perder pontos, frente a uma equipa que vem de um mau resultado, em sua casa e decerto não quererá perder mais pontos na luta pelo segundo lugar. Será o jogo da jornada, entre duas equipas de grande qualidade, com incerteza no resultado até ao apito final.

Alvite vs Arguedeira (50 – 50)
Jogo entre o décimo quarto e o décimo sexto, separados por três pontos, em lugar de descida, torna este jogo decisivo para ambas as equipas. Quando entramos para o último terço da época cada ponto pode valer uma manutenção ou descida de divisão. Jogo emotivo em perspetiva. 

Silgueiros vs Sátão (50 – 50)
O Sátão venceu apenas dois dos últimos cinco jogos e desloca-se a um campo, onde o Silgueiros venceu a grande maioria dos seus jogos. Jogo de grande equilíbrio entre duas equipas que lutam pelo segundo lugar da classificação.

Molelos vs Parada (45 – 55)
Resta saber até quando o Parada conseguirá não perder. Jogo entre duas equipas de qualidade, em que até poderá acabar empatado, mas onde pensamos poderá uma vez mais acontecer uma vitória para a equipa que venceu oito dos últimos nove jogos.

Tarouquense vs Vale de Açores (55 – 45)
O Vale de Açores tem tido grande prestação em sua casa, onde ainda não perdeu, mas que fora de casa venceu apenas um jogo. O Tarouquense, que vem de três derrotas, vai certamente querer voltar às vitórias. Jogo emotivo, onde pensamos que a equipa da casa poderá regressar às vitórias. 

Lamelas vs Lusitano (50 vs 50)
Jogo muito importante para a equipa da casa na luta pela manutenção, frente a uma equipa que todos apontaríamos que andaria na luta pela subida de divisão, no início da época e que tem muita qualidade. Jogo emotivo e bem disputado pela conquista dos três pontos, que até poderá dar em empate.

Viseu Benfica vs Lageosa (55 vs 45)
Com os últimos três jogos o Viseu Benfica deu importante passo para não descer. Quererá frente a uma equipa que ocupa lugares incómodos da tabela classificativa dar continuidade a esses resultados positivos e distanciar-se ainda mais dos lugares de descida. O Lageosa vai tentar contrariar esse favoritismo tentando trazer pontos do Fontelo e assim tentar subir alguns lugares na classificação. Duas equipas separadas por cinco pontos, com o Viseu Benfica a jogar em casa acaba por ter ligeiro favoritismo.

Jogos emotivos, será o que nos reserva a próxima jornada. Destacamos o Mortágua vs Castro Daire e o Silgueiros vs Sátão.
Estas são apenas ideias do que, a nosso ver, poderão ser os jogos do próximo Domingo. A ver vamos…

Agradecemos a todos os que nos queiram contactar para sugestões, ideias, palpites, … ou simplesmente para refletir o poderão fazer para:
mail: reflectindofuteviseu@gmail.com

Saudações desportivas,

Toni



Futebol Distrito de Viseu © 2008. Design by :Futebol Viseu Sponsored by: Futebol Viseu